0

Um breve estudo sobre as customizações de motocicletas

Os estilos de customização que marcaram muitas gerações

universo da customização é muito amplo, porém como o próprio nome diz, customização ou personalização no mundo das motos consiste em uma modificação ou criação de alguma ou mais peças de acordo com preferências ou especificações pessoais. Assim, customizar a moto é alterar partes segundo um gosto pessoal. Desta combinação podem surgir novos estilos, desde que agrade uma parcela considerável da comunidade custom. Este foi o caso do estilo Bratstyle, customização que surgiu em uma oficina japonesa de mesmo nome, fundada em 1997 pelo mecânico Go Takamine.
Na história da customização de motos alguns estilos marcaram toda uma geração, e hoje, além dos aficcionados por motos High-tec, dotada das últimas tecnologia tanto para performance quanto estética, também vivenciamos um momento das releituras de épocas passadas. Ou podemos dizer, que estamos vivenciando um momento na qual a geração atual é apaixonada pelo estilo vintage ou retrô, fomentando o mercado com as Moderns Classics (motos com estilo retrô mas que não abre mão das últimas tecnologias).
Por mais que gostamos de fugir de rótulos, os estilos de customização que mais inspiraram projetistas ao redor do globo ganharam seus próprios nomes. Muitas pessoas gostam de seguir a risca algumas características destas tendências, porém o que gosto mesmo é de me inspirar, e me dar a liberdade criativa, misturar estilos que me permitam trazer algo de novo, uma mescla do passado com o presente e porque não, o futuro.
O que torna uma customização original é esta liberdade de espírito, alias as customizações consagradas surgiram através de pessoas que fugiram das regras.

Nesta publicação iremos abordar de forma simples os estilos mais conhecidos, caso queira aprofundar o assunto clique no botão abaixo de cada estilo.

 

Flat Tracker

Flat Tracker por Takashi Nihira (BMW G 310R)
As Flat Trackers tiveram suas origens nos Estados Unidos em 1920, mas foi no pós Segunda Guerra, em 1945 que passaram a ganhar maior notoriedade em solo americano. Estiveram em alta na década de 70.
Elas eram motos de rua adaptadas para corridas em circuitos ovais de terra batida. Costumavam ser mais leves que o próprio piloto. Geralmente as corridas seguiam o sentido anti-horário, alguns acessórios, como os escapes, costumam ficar no lado direito, dando maior liberdade para o piloto.

Características

  • Guidão alto e largo, maior alavanca e estabilidade nas curvas;
  • Banco fino e longo, para o piloto trabalhar o peso corporal durante a frenagem e o arranque;
  • Rabeta o estilo Duck Tail, para proteger o piloto dos detritos da pista;
  • Escape do lado oposto do sentido das curvas (corridas no sentido horário ou anti-horário);
  • Pneus biscoitos de 19 ou 18 polegadas sendo iguais tanto na dianteira quanto traseiro;
KTM Tracker por Roland Sands Design
Atualmente as corridas de Flat Trackers existem em menor escala, porém continuam influenciando o mundo das customizações.

Scrambler

BMW R nineT Scrambler por Jens vom Brauck
As Scramblers, assim como as Flat trackers surgiram em 1920, com a diferença de terem surgido no continente europeu. As motos urbanas passaram a sofrer adaptações para enfrentarem os terrenos mais acidentados e em pouco tempo deram origem as corridas de “dirtbikes”. Em 1950 as customizações buscavam deixar as motos cada vez mais leves para atingirem maior velocidade. Os motores que tinham prioridade eram os que proporcionavam maior torque. A partir da década de 60, as Scramblers evoluiram para o conceito de motocross que conhecemos hoje.

Caracteristicas

  • Remoção de todos acessórios;
  • Banco estreito, curto, estofado e revestido de couro;
  • Maior  torque em relação a potência;
  • Tanques pequeno;
  • Componentes e acessórios de materiais leves;
  • Um escape posicionado de forma manter maior distância do solo;
  • Pneus off-road e rodas raiadas.
Triumph Scrambler 900 por Kingstom Custom
Hoje, podemos encontrar muitas releituras contemporâneas das Scramblers adaptadas para rodarem nas cidades explorando características estéticas sobre as funcionais. O objetivo é em desenvolver motos exclusivas e estilosas.

Bobbers

Triumph Bobber por South Siders
As Bobbers surgiram após a Segunda Guerra Mundial em 1945, ex-militares entediados na América pós Guerra passaram a preparar as Harley Davidson WLA, como passa tempo para disputar corridas. Nestas customização era frequente reduzirem o para-lama traseiro da moto, em pouco tempo estas motos ficaram conhecidas como “bob-job”, em alusão aos rabos cortados dos cavalos de corridas (Bob-Tail). Posteriormente, o estilo ficou conhecido como Bobber.

Características Principais

As Bobbers puro sangue eram customizadas com as seguintes alterações.

  • Remoção do pára-lamas dianteiro;
  • O para-lamas traseiro era significativamente reduzido;
  • Os componentes cromados eram descartados;
  • Os retrovisores eram descartados;
  • Os faróis eram descartados;
  • O guidão era alterado para permitir uma posição de pilotagem mais esportiva;
  • O assento eram o mais leve e pequeno possível;
  • Os sistemas de frenagem eram alterados por modelos de motos menores ou européias, apenas para dedução do peso.
1951 Harley Davidson Bobber por Thunderbike

Atualmente as bobbers viraram um estilo de customização com um apelo maior estético. A ideia é deixar uma moto do estilo custom com o visual mais limpo possível. Porém, com a integração de outros estilos, é normal encontrarmos algumas misturas como as Cafe Bobbers (bobbers com guidom Ice ou Clip-on e comando esportivo).

Choppers

Panhead Chopper por Indian Larry
Para muitas pessoas as Choppers vieram depois das Bobbers, porém há relatos de que em 1920 já se experimentavam este tipo de customização. O que não se pode negar é que as Choppers passara a ser mais frequente na Califórnia na década de 60, e posteriormente teve o seu estilo consagrado com o filme Easy Rider (1969) estrelado por Peter Fonda. Ao contrário das Bobbers, as Choppers ficaram conhecidas pelo seu tributo a liberdade, apreciar o momento e desfrutar das viagens era a base do movimento. Estas motos ficaram conhecidas pelo seu ângulo de caster positivo com suspensões dianteiras alongadas. O encosto para garupa avantajado (sissybar) ou os grandes Santo Antônio para os mochileiros.

Características Principais

  • Ângulo de direção avançado ou ângulo de caster positivo com suspensões dianteiras alongadas;
  •  Quadro sem amortecedor traseira (“hard Tail” ou rabo duro).
  • Guidão “Ape”ou “Big Ape”, o conhecido “seca suvaco”;
  • Bancos grandes para piloto e garupa (Easy Rider Seat);
  • Sissy bar para passageiro ou Santo Antônio para Mochileiros.
Vintage Modern Chopper por Paul McKinnon

Atualmente além da vertente clássica das Choppers, encontramos os modelos contemporâneos que envolve tecnologia de ponta em termos de prototipagem. Com peças em metal moldadas por centros automáticos de usinagem. Além disto, temos as fabricantes de motores V-Twin de performance, ou até mesmo os blocos V8 e os V12.

Leia mais sobre Cafe Racer. Clique aqui!

Cafe Racer

Cafe Racer Triton por GT Moto
Na Inglaterra, em 1960, se você fosse um jovem estaria pensando em se enquadrar no grupo de adolescentes conhecidos como Mods ou os Rockers. Os mods vieram da classe média londrina de famílias ligado a industria textil que acompanhavam a tendência da moda e trafegavam pela cidade em suas lambretas, já os Rockers eram os adolescentes da classe operária que viviam nos subúrbios industriais  da Inglaterra, e estes eram conhecidos por transformarem suas motos urbanas em modelos inspirados nas motos de corridas da época. Para se divertirem, apostavam corridas entre os cafés e os pubs da cidade.

Características Principais

Algumas características da cafe racer existem simplesmente por serem características das motos street da época. Porém, tornaram-se assinaturas do estilo, tais como a linha do quadro paralelo ao chão e o formato do tanque.
Porém, resumidamente, uma cafe racer é composto por:

  • Ponteira megafone (vintage) ou Dunstall;
  • Clip-on’s ou guidão ‘Ace’ ( também conhecidos como Tomazelli ou Clubman);
  • Pneus TT 100 Dunlop;
  • Carburador com filtro esportivo;
  • Pedaleiras ajustáveis de competição.
  • Banco monoposto com rabeta esportivo;
  • Quadro possui uma linha paralela ao chão como base ao tanque e o banco;
  • Retrovisores ponta de guidão.
Cafe Racer por Jeff-Veraldi (bmw-k100)

Hoje as cafe racers estão de volta com toda a força, no entanto o principal apelo é estético e não em performance. Este movimento que se renova inspirou as montadoras a relançarem releituras de motos clássicas porém carregadas de acessórios modernos, tendo motos com aquecimento de manoplas, controle de tração, controle de aceleração e computador de bordo. Estas motos são chamadas de Modern Classics.

Leia mais sobre Cafe Racer. Clique aqui!

Street Fighter

Honda CBR954RR Street Fighter por Wenley Andrews
Na Europa, durante a década de 90 as corridas de moto clandestinas passaram a ficar famosas por terem motos japonesas consideradas ultrapassadas com performance de fazer inveja as motos mais recentes. Nesta época as esportivas carenadas que faziam alusão as moto GPs estavam em alta, porém o movimento conhecido como Street Fighter ganhava força. Este estilo ficou conhecido por remover toda a carenagem da moto para reduzir peso e reduzir o prejuízo financeiro em um eventual acidente, assim como mexia-se nos componentes da moto para torna-las mais competitivas.

Características da customização

  • Pedaleiras ajustáveis de competição;
  • Guidão Clip On;
  • Banco monoposto;
  • Pintura Exclusiva;
  • Remoção de toda carenagem da moto;
  • Remapeamento do motor;
  • rodas de liga leve;
  • Escapamento Esportivo;
  • Sliders laterias;
  • Suspensões esportivas;
  • Sistema de alimentação.
Ducati Street Fighter por Gustavo Penna

É muito comum encontrarmos milhares de peças para se customizar as motos esportivas, porém hoje a grande maioria das customizações das Street Fighters evoluíram para um contexto mais estético, apensar de algumas ficaram com um aspecto depenado, se olharmos de perto encontraremos acessórios premium como velocímetro e piscas ponta de guidão Motogadget ou escapamento Akrapovič.

Para mais conteúdo sobre Street Fighters. Clique aqui!

Bratstyle

Bratstyle por Go Takamine
Em 1997, o mecânico japonês Go Takamine abriu sua oficina no subúrbio de Tóquio. O nome da sua oficina é Brat Style. Nos primeiros anos se especializou na manutenção de motos japonesas e nas Harley Davidson, sua preferência eram pelas mono cilíndricas ou as V-twins, até que os primeiros projetos de customização foram surgindo. A partir dai, algumas de suas criações começaram a ter características muito específicas ao mesmo tempo que conquistava admiradores ao redor do mundo. Desde então, quando um customizador montava uma moto parecida, diziam que era uma Bratstyle.

Características do estilo Bratstyle

Este estilo ficou conhecido por possuir:
  • Amortecedores traseiros (nada de rabo duro);
  • banco vintage rebaixado com garupa ou banco tipo selim;
  • Guidão Mini-apes ou dirt-style (nada de clip-ons)
  • Paralamas no estilo das bobbers.

Go Takamine considera seu estilo livre de regras, a composição Bratstyle é apenas um estilo dentre muitas outras que o customizador realiza em sua oficina.

Para mais conteúdo sobre Bratstyle. Clique aqui!

Contexto Atual

Neste momento estamos vivendo um grande boom no mercado de motos alteradas. Os customizadores buscam cada vez mais a inovação, com o objetivo de imprimir o seu DNA nos projetos e criar estilos exclusivos. Os “Mashups” de conceitos, e se inspirar nos estilos, trazem uma enorme gama de possibilidades.

Cafe Bobber

A Cafe Bobber ou Bobber Cafe, nada mais é do que a construção de uma bobber inspirada nas cafes racers. Basicamente utiliza-se uma moto custom como base, fazendo as alterações tradicionais das bobbers como a utilização do banco do tipo selim, redução dos paralamas e retirada de boa parte dos acessórios. Porém no lugar do tradicional guidão Mini Ape, utiliza-se clip-ons ou ou guidão ‘Ace’ ( também conhecidos como Tomazelli ou Clubman). Além disso, os comandos avançados são substituídos pelas pedaleiras ajustáveis de competição.
Cafe Bobber por Lorenzo Fugaroli
A combinação desta realocação das pedaleiras com os clip-ons, proporciona uma ciclística esportiva a moto, excelente para quem quer se divertir em tiros de curta distância.
Quer ler mais sobre as Bobbers? Clique aqui!

Street Tracker + Fat Tracker

Street Tracker por Deus Custom
As Street Trackers são motos inspiradas nas Flat Trackers, porém com os acessórios básicos para se rodar no asfalto como farol, lanterna, piscas e retrovisores (estes acessórios são utilizados de acordo com a legislação local. Já as Fat trackers são um pouco mais ousadas, suas rodas são mais largas proporcionando um visual mais agressivo e robusto a moto.
Fat Tracker by Shaw Speed & Custom

E ai pessoal, espero que tenha ajudado para tirar algumas dúvidas. Não falei de outras customizações que também gosto para não se extender ainda mais o post. Mas deixa aqui nos comentários algum estilo que você quer ver aqui no site, ou alguma sugestão bacana! 😉

Quer ler mais sobre as Flat Trackers? Clique aqui!

Leave a Reply

Free shipping + free exchanges on all items!